Buscar
  • Veronica Trevizoli

BAA - Balão de Alta Altitude

Você já ouviu falar de BAA ou balão de alta altitude ou ainda de balão meteorológico?


Se sim, excelente! Leia este post até o fim e descubra a importância dele no meio científico e acadêmico.

Se não, vou tentar explicar de forma didática. Acompanhe e depois nos diga o que achou, combinado?


Balões de alta altitude (BAAS) são balões não tripulados, que geralmente são preenchidos com gás hélio ou hidrogênio e podem alcançar até aproximadamente 50 km acima o nível do mar. Os BAAs são normalmente usados como balão meteorológico (VOSS, 2009) para obter condições climáticas, como temperatura e pressão durante todo o voo. A condição extrema na estratosfera, o sistema pode ficar exposto a −56,5° C em temperatura e 2 kPa em pressão (ANDERSON, 1999). Outras aplicações de BAA inclui uma plataforma para exploração e pesquisa estratosférica ou mesmo embarcar CUBESAT de múltiplos experimentos.

Os BAAs atraíram o interesse do público nos últimos anos com grande número de projetos BAA sendo lançado na estratosfera devido à avanço na tecnologia de comunicação de baixo custo e fácil acesso a sistemas de posicionamento global (GPSs). Tal projeto é uma alternativa ao satélite em termos de fornecer a mesma aplicação e tem um menor custo benefício, pois utiliza a tecnologia verde, substituindo o uso de foguete convencional para enviar satélites para o espaço. A carga transportada pelo BAA também é recuperável, proporcionando assim oportunidade de reuso e de fácil manutenção e reduzindo os detritos espaciais.


Cotidianamente em todos os grandes aeroportos do mundo, no mesmo horário, um balão ganha a imensidão do céu: é o "balão meteorológico".

Esta ação é levada a termo nas Estações Meteorológicas de Altitude (EMA), equipadas com sistemas destinados a observar e a traçar o perfil vertical de temperatura, pressão, umidade, direção e velocidade do vento nas diversas camadas da atmosfera.

O balão meteorológico transporta uma radio-sonda dotada de sensores, bem como de um sistema GPS, para precisar os dados de vento em altitude. As informações são transmitidas por antena e colhidas pela EMA, que as codifica e transmite para emprego da Meteorologia Aeronáutica. São informações importantes para o banco de dados do sistema de vigilância meteorológica mundial, da Organização Mundial de Meteorologia (OMM).


Mas por que estamos falando sobre isso? Porque a IMA e seus parceiros, FACENS, COC Santa Rosália e GlobalStar, estaremos lançando o primeiro BAA de Sorocaba e região, previsto para meados de dezembro. Nesse balão serão embarcados experimentos de estudos meteorológicos desenvolvidos por alunos do ensino médio do COC Santa Rosália e um experimento de medição de radiação cósmica.


Além se sermos pioneiros nesse tipo de lançamento na região de Sorocaba, nosso objetivo maior é fomentar a cultura aeroespacial, onde os alunos aprendem ciências espaciais e astrofísica enquanto desenvolvem novas habilidades que podem auxilia-los da na carreira cientifica.


Nos acompanhe que em breve informaremos data e local do lançamento e contamos com a presença de vocês.






















34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo